O NABO GIGANTE

Num pequeno e bonito quintal, onde vive um simpático casal de velhinhos juntamente com os seus animais, a vida decorre calmamente ao ritmo da Natureza. Agora… imaginem se, neste quintal, nascesse um nabo. Não um nabo qualquer!… Mas um NABO GIGANTE!!! Tão gigante que ninguém o conseguisse arrancar. O que fazer?… Isso é o que vamos descobrir nesta história simples e visual que, para além de nos mostrar a tranquilidade do dia-a- dia de quem vive de e para a terra, nos relembra que mesmo o mais pequeno e fraco pode ter uma importância… GIGANTE!

FICHA ARTÍSTICA

Texto original: Alexis Tolstoi
Adaptação: Nuno Clemente, Carlos Silva
Interpretação: Carlos Silva
Encenação: Leonor Bandeira
Cenografia: Planeta Zorg
Fotografia: Paulo Colaço
Marionetas: Planeta Zorg
Produção: Partículas Elementares

[Duração] 45 minutos
[Classificação Etária] M/3

Estreia 2009

PRÉMIOS

Melhor Espectáculo
Festival Nacional de Teatro – Palcos de Outono
Portugal
2012

Melhor Cenografia
28ª Mostra Internacional de Titelles a la Vall D’Albaida
Espanha
2014

Melhor Espectáculo do Público
Festival Mó – Festival de Marionetas em Oeiras
Portugal
2016

 

A carregar…
A carregar…
  • O Nabo Gigante

    Mó – Festival de Marionetas de Oeiras 4/06/2016

  • Eu Quero a Lua

    Festival ESTAR Odeceixe – Moínho 19-08-2016

  • Contrução das Marionetas – Eu Quero a Lua

    Sr. Engenheiro, em construção.

  • Eu Quero a Lua em Ovar!

    Fimo – Festival de Marionetas de Ovar 10-06-2016

  • Prémio Mó 2016

    Melhor espectáculo do Público